Fiquem a conhecer a Associação Abrigo Quatro Patas e Focinhos e o seu magnífico trabalho

Nídia Teiga Associações, Cães, Informação

4 Patas e Focinhos

Existem várias associações que ajudam os animais em Portugal, e a Love Pet Food quis conhecer um bocadinho melhor cada uma delas. Desta vez, foi a vez da Associação Abrigo Quatro Patas e Focinhos na Mealhada.

 

1 – Como começou este projeto?

O projeto começou há cerca de 6 anos atrás. Quando um grupo de pessoas, que eram voluntárias noutras associações, soube de um espaço que existia na Mealhada de recolha de animais e começou a dinamizá-lo como associação. Entretanto esse espaço foi crescendo e temos hoje cerca de 60 animais e um grupo maior de pessoas. A associação foi legalmente constituída em 2012.

2 – Qual o feedback desde que começaram?

O feedback é, fazendo a média, bastante positivo. As pessoas da nossa área de atuação foram ganhando mais consciência no que toca aos cuidados a ter com animais e procuram-nos, muitas vezes, para tirar dúvidas. Fomos (e vamos) sendo cada vez mais conhecidos. Arriscaria a dizer que são muito poucas as pessoas que nos concelhos de Anadia e Mealhada não conhecem o nome Quatro Patas e Focinhos.

3 – Inicialmente, quais foram as principais dificuldades do projeto?

No início foi conseguirmos parcerias e protocolos com entidades municipais e empresas, que nos permitissem ser mais sólidos. Atualmente é, além dos constrangimentos financeiros, conseguir voluntários para fazer face a todo o trabalho diário.

4 – Até ao momento, quantos animais já resgataram / ajudaram e quantos foram adotados?

Não consigo ter noção, mas já resgatámos e ajudámos, provavelmente, milhares de animais; dado que nem todos chegam a entrar na associação. Teremos feito cerca de um milhar de adoções.

4 Patas e Focinhos

5 – Têm algum canil ou gatil onde possam abrigar os animais?

Não temos gatil, só conseguimos ajudar alguns casos de gatos com recurso a famílias de acolhimento temporário. Temos um abrigo para cães na Mealhada.

6 – O que se pode fazer para ser colaborador? Há possibilidades de voluntariado no vosso projeto? Quem quiser ajudar, de alguma forma, como o pode fazer?

Há muitas formas de ajudar e ser voluntário. Seja ativamente no abrigo, nas tarefas de limpeza e manutenção diárias. Ou ajudar com as plataformas de divulgação dos animais, em feiras e eventos de angariação de fundos, no transporte dos animais para o veterinário, na sensibilização dos nossos amigos e familiares ou até nas tarefas de gestão e administrativas da associação. Tudo é ajudar.

7 – Com a crise, está ainda mais complicado o combate ao abandono, visto que muitas pessoas deixam de ter condições para ter os seus animais. Que medidas sugere que sejam tomadas para evitar ou minorar os efeitos do abandono nesta altura?

Não acredito que a crise seja razão para o abandono. O abandono é o desapego e a falta de responsabilidade. As associações não podem fazer mais do que aquilo que fazem, até porque não é obrigação delas. Acho que o Estado ou as Câmaras Municipais deviam ter opções e apoios para famílias carenciadas, não só nas vacinas, mas essencialmente na esterilização/castração (um procedimento normalmente caro). Muitos, mas muitos, dos animais que existem para adoção surgem de ninhadas indesejadas e de descuidos.

8 – O que anseiam no futuro?

Não conseguimos, nem tentamos, mudar o mundo. Vamos mudando o mundo e a vida dos animais que temos à nossa responsabilidade. O futuro seria isto mesmo: cada pessoa zelar pela vida e bem-estar do animal que tem à sua responsabilidade. Acredito que as mentalidades mudarão, seja no prazo de 10 ou de 20 anos. Para a nossa associação desejo continuar com o grupo de pessoas fantásticas que temos (ou de o aumentar), continuar o ótimo trabalho que temos feito e tentar que os nossos concelhos olhem para os animais com mais respeito.

4 Patas e Focinhos

9 – No final do dia, considera que esta luta vale a pena?

Vale cada minuto. O trabalho é imenso, as chatices são terríveis e o desrespeito das pessoas faz-nos querer desistir. Mas o carinho dos nossos melhores amigos, as pessoas que nos dão força e ânimo e os ‘milagres’ que acontecem, nunca nos vão deixar desistir. Eles, os nossos melhores amigos, valem tudo.

Salomé Dias (a presidente)

Deixamos aqui os contactos desta associação para contribuirem da melhor forma:

Telefones: 918315185 | 918570448 | 918449330

Email: quatropatasefocinhos@gmail.com

Nib: 0038 0000 40009220771 56

Apaixonada por animais e o seu melhor amigo é o Dallas, um Boxer muito querido e louco para a brincadeira.

Blogger e Community Manager da Love Pet Food. Licenciada em Economia na Nova School of Business and Economics e mestre em Marketing pelo ISCTE Business School.

Join thousands of pet lovers and get our weekly pawsome newsletter

Every week we send out our newsletter so you don't miss out on our tips, news and all things funny about our four legged friends.