10 dicas para controlar as despesas do seu cão

Nídia Teiga Dicas para cães, Higiene, Tips

dicas para controlar as despesas

Hoje em dia são vários os produtos disponíveis para os nosso cão, desde petiscos, roupas a brinquedos. O valor destes produtos pode representar uma grande despesa ao final do mês. Mas será que é necessário gastar tanto para fazer o nosso amigo feliz e ter qualidade de vida? Claro que se conseguirmos dar este tipo de miminhos aos nossos amigos não há qualquer problema mas a verdade é que estes “bens de luxo” não são necessários para dar saúde aos animais e existem algumas dicas importantes para evitar gastos desnecessários ao longo da vida do animal.

1- Alimentação

Este é um ponto no qual não devemos poupar. A alimentação é bastante importante para evitar problemas futuros e devemos procurar dar uma ração com elevado valor nutritivo. No caso de optarmos por uma alimentação caseira os alimentos devem ser de boa qualidade e no caso de uma ração preparada, devemos optar por rações Super-Premium e Grain Free. Comprando este tipo de ração, temos a certeza que a matéria prima é de qualidade e que não contém restos de outros animais sob a forma de farinhas, o que geralmente acontece em rações de qualidade inferior. Uma alimentação equilibrada e adaptada às necessidades de cada cão, é a melhor forma de prevenir problemas de saúde e garantir uma vida saudável. Investir um pouco na alimentação pode significar uma grande poupança a longo prazo.

2- Alimentação em excesso

Evite dar comida em excesso, isso evitará problemas de obesidade. Se o animal comer uma ração de qualidade, não necessita de tanta quantidade, o que também se reflete no seu bolso, uma vez que as rações Super-Premium e Grain Free têm maior valor nutritivo devido à qualidade da matéria prima e aos controles de qualidade durante a produção. Devemos seguir atentamente as recomendações do veterinário ou do fabricante. Verifique, compare e faça a conta.

3- Examinar o cão regularmente

Os donos com experiência devem reservar tempo para examinar o cão e procurar por algo que seja fora do normal. Em primeiro lugar devemos procurar pela existência de nódulos, inchaços ou crostas. As orelhas e os olhos devem ser analisados para excluir a existência de secreções e vermelhidão. Devemos utilizar a escova de dentes com uma pasta específica, para remover qualquer resto de ração e verificarmos se as gengivas estão saudáveis e coradas. O mau hálito pode indicar problemas no sistema digestivo.petetiquette

h2 style=”text-align: justify”>4- Escovar com frequência

Os cães normalmente gostam e precisam de ser escovados regularmente. Isto não só fará com que se poupe dinheiro nas tosquias e banhos como é também outra forma de dedicar tempo as nossos amigos. Se os escovarmos regularmente, evitamos ainda o risco de acumular bactérias, fungos e parasitas, que poderão causar lesões graves no animal.

5- Cortar as unhas

Cortar as unhas do cão não é muito difícil, mas ajuda se ele estiver habituado desde pequenino. Existem também tesouras específicas para este fim e que facilitam o trabalho. Este hábito poderá evitar estragos nos sofás, móveis e cortinas destruídos pelas unhas afiadas e sem cuidados. Se não se sentir seguro para realizar essa tarefa peça-o ao seu veterinário.

6- Treino

Apesar de parecer um gasto extra as aulas de obediência serão muitos importantes na altura de passear. Se o cão estiver educado não andará a comer porcarias e evitará confrontos com outros cães o que o pode evitar gastos desnecessários com tratamento e veterinário.

7- Visitar o veterinário

Normalmente as pessoas acham que estas visitas regulares irão aumentar o valor dos gastos mas acaba por acontecer o contrário. Só o veterinário, com exames e observação, poderá identificar potenciais problemas e doenças como por exemplo pulgas, carraças, parasitas, doenças do coração, pulmões, dentes, gengivas, entre outras. Qualquer doença que seja diagnosticada tarde poderá dificultar o tratamento e aumentar os custos que queríamos evitar.

8- Vacinação

A vacinação é bastante importante para proteger o cão contra doenças infecciosas. Devemos cumprir o programa de vacinação e as que são indicadas pelo veterinário.

dog-money-1

9- Castração

Esta é uma escolha que deve partir dos donos. No entanto existem veterinários que defendem que a castração influencia a saúde do animal adulto. No caso das fêmeas a castração diminui o risco do cancro da mama e do ovário e no caso dos machos diminui o risco do cancro dos testículos.

10- Seguro de saúde

É um gasto que poderá fazer com que os donos poupem bastante dinheiro no caso de o animal necessitar de uma cirurgia, de um remédio ou de algum cuidado com um custo mais elevado.

Ainda têm dúvidas de que podemos poupar com os nossos amigos?

Apaixonada por animais e o seu melhor amigo é o Dallas, um Boxer muito querido e louco para a brincadeira.

Blogger e Community Manager da Love Pet Food. Licenciada em Economia na Nova School of Business and Economics e mestre em Marketing pelo ISCTE Business School.

Join thousands of pet lovers and get our weekly pawsome newsletter

Every week we send out our newsletter so you don't miss out on our tips, news and all things funny about our four legged friends.