Brinquedos para cães

Nídia Teiga Fun

Brinquedos para cães

Quando vamos comprar brinquedos para cães, muitas vezes escolhemos aquele a que achamos mais piada, o que nem sempre é o mais correto. Devemos escolher os brinquedos de acordo com os gostos, necessidades e cuidados do nosso cão. Cada cão tem a sua personalidade e os seus instintos e por isso o mais adequado para um, pode não ser para outro. A escolha adequada pode ensinar o cão a resolver problemas, a libertar a energia acumulada e até ajudar na saúde oral. Durante esta escolha há que ter em atenção alguns fatores:

Tamanho

Quando demasiado pequenos os brinquedos podem ser facilmente engolidos e desta forma provocar lesões graves. Por outro lado, os brinquedos não devem ser muito grandes pois se o cão não os conseguir agarrar deixam de ter interesse.

Material

Normalmente os brinquedos dos cães vão diretamente para a boca e são mordidos e lambidos. É por isso que é bastante importante certificar-se que os materiais não são tóxicos. Devemos ler os rótulos e verificar se estes são fabricados em países com uma forte regulamentação de saúde dos animais. E não esquecer que o exterior do brinquedo não é a única coisa que conta, também precisamos de ter cuidado com a composição do interior.

Cor

Na altura de escolher o brinquedo devemos ter em consideração a cor do brinquedo. Esta deve ser estimulante para o cão dado que estes não conseguem ver tantas cores como os humanos. Devemos também pensar no local em que o cão brinca. Se brincar na relva, comprar um brinquedo verde não fará muito sentido pois poderá confundir-se acabando por perder o interesse.

Olfato

Brinquedos que permitam colocar biscoitos para além de didáticos e estimulantes são também muito divertidos para os cães.

Resistência

Para cães que gostam de destruir e de morder devemos optar por brinquedos resistentes, como por exemplo de borracha. Se se tratar de um cachorro ou de um cão idoso os brinquedos não podem ser tão fortes para não correrem o risco de partirem os dentes.

Não nos podemos esquecer que o brinquedo deve acompanhar a fase de crescimento do cão e deve ser de acordo com os gostos destes e não com os nossos.

Apaixonada por animais e o seu melhor amigo é o Dallas, um Boxer muito querido e louco para a brincadeira.

Blogger e Community Manager da Love Pet Food. Licenciada em Economia na Nova School of Business and Economics e mestre em Marketing pelo ISCTE Business School.

Join thousands of pet lovers and get our weekly pawsome newsletter

Every week we send out our newsletter so you don't miss out on our tips, news and all things funny about our four legged friends.