Dicas para apresentar cães desconhecidos

Nídia Teiga Cachorro, Dicas para cães, Primeiros meses, Segurança, Tips

apresentações

Muitas vezes as pessoas já têm um cão mas pretendem adotar ou adquirir um novo cão. A verdade é que não sabemos como é que o nosso primeiro irá reagir à chegada do novo parceiro. Será que ele vai sofrer muito? Vai ficar com ciúmes? Vai-me “perdoar”? Poderá ficar doente? Estas são apenas algumas das muitas questões que nos colocamos quando decidimos ter mais um amigo. Temos medo que o cão mais velho magoe o mais pequeno ou vice-versa.

Para que esta chegada corra da melhor forma, existem algumas coisas que temos de ter claras. A primeira coisa que temos de pensar e estar cientes, é que os cães nasceram para viver em grupo sejam eles humanos, caninos ou os dois juntos. Temos também de nos por no ponto de vista do cão que já habita connosco. De repente existe um novo cão que roubará a atenção de todos. Deixa de existir uma matilha humana para existir uma matilha canina.

Para não perder o seu posto, o cão terá de impor alguns limites ao cão mais recente e o cão bebé terá de perceber que o mais velho pode não lhe apetecer brincar, por exemplo. Na linguagem canina este tipo de mensagens são transmitidas através de latidos, rosnados ou até mesmo exercer pressão com os dentes no focinho do bebé (as mães utilizam este método para por a ninhada em ordem). Nunca devemos travar estes exercícios por mais perigoso e cruel que nos pareça pois sem eles, os cães nunca conseguirão formar uma matilha. Se detetarmos ações acima destas, como mordidas, então aí já podemos agir.

 apresentações

5 dicas para apresentar cães desconhecidos:

1. Se conseguir apresente-os num território neutro para que o mais velho não pense que o bebé é um intruso.

strong>2. Se não conseguir um território neutro comece por separá-los por uma porta em casa. Neste exercício não existirá contacto visual mas estes poderão começar por sentir o cheiro um do outro. Não devemos apressar o processo, devemos deixá-los respirar para que achem que é uma visita e assim que estes estejam relaxados então podemos abrir a pota.

3. Esfregue um pano no corpo do bebé e de seguida ponha o pano por baixo da taça da comida do mais velho. Isto fará com que o veterano associe o cheiro a uma experiência prazerosa.

4. Brinque bastante com o cão adulto, principalmente quando o bebé estiver por perto para mostrarmos que o lugar dele no nosso coração continua intacto. Passei-o frequentemente sozinho para que ele tenha algum tempo só consigo.

5. O adulto deve ser sempre cumprimentado e alimentado em primeiro lugar para respeitarmos a hierarquia da matilha.

Lembrem-se os cães são todos diferentes e por isso as suas reações também serão diferentes. Procure um especialista caso precise ajuda adicional.

Apaixonada por animais e o seu melhor amigo é o Dallas, um Boxer muito querido e louco para a brincadeira.

Blogger e Community Manager da Love Pet Food. Licenciada em Economia na Nova School of Business and Economics e mestre em Marketing pelo ISCTE Business School.

Join thousands of pet lovers and get our weekly pawsome newsletter

Every week we send out our newsletter so you don't miss out on our tips, news and all things funny about our four legged friends.