Hipoglicémia em cães pequenos

Nídia Teiga Cães, Saúde

Fonte: Tambako The Jaguar

A hipoglicémia significa uma baixa de açúcar no sangue

A glicose é um tipo de açúcar encontrado na corrente sanguínea que é formado durante a digestão do alimento e pode ser armazenada no fígado em forma de glicogênio.

Causa

A maior parte dos casos de baixa de açúcar no sangue em cães bebés é o resultado de uma má alimentação e nutrição. Outra causa comum é o excesso de exercício que faz com que o corpo utilize mais açúcar do que o disponível.

Sintomas

Um cão bebé com hipoglicémia sente falta de energia pois a glicose é o combustível utilizado para conseguir ter energia e à falta do mesmo, o cão ficará apático. Episódios de hipoglicémia podem fazer com que o cão tropece, tenha convulsões ou entre mesmo em estado de coma.

Riscos

Os riscos são variáveis uma vez que dependem da gravidade e do tempo em que o corpo esteve com falta de açúcar. Caso seja devido à má nutrição e excesso de exercício poderá ser corrigida. No entanto se a causa for mais grave, como uma doença no fígado que impeça o armazenamento de glicose ou uma doença intestinal poderá mesmo acontecer o pior.

Tratamento

Caso o cão esteja apático devido à falta de açúcar, deve-lhe dar de imediato uma fonte do mesmo, como por exemplo mel. Caso os episódios de hipoglicémia sejam frequentes, então devem ser feitos exames completos.

Prevenção

Não deixe o cão sem comer durante muito tempo. O ideal num cão pequeno é que este coma entre 3 a 4 vezes por dia. Em fase adulta poderá passar a 2 vezes.

Apaixonada por animais e o seu melhor amigo é o Dallas, um Boxer muito querido e louco para a brincadeira.

Blogger e Community Manager da Love Pet Food. Licenciada em Economia na Nova School of Business and Economics e mestre em Marketing pelo ISCTE Business School.

Join thousands of pet lovers and get our weekly pawsome newsletter

Every week we send out our newsletter so you don't miss out on our tips, news and all things funny about our four legged friends.